Buscar
  • MEET your home

O que comem os portugueses no Natal?


Apesar de o bacalhau ser possivelmente um dos pratos mais lembrados quando se fala em Natal no nosso país, não se come o mesmo em todas as regiões.


No Minho e Douro Litoral, o bacalhau cozido é, de facto, o rei na ceia de Natal, a 24 de Dezembro. E no dia seguinte também, já que se aproveitam os restos do mesmo, das batatas, ovos e cenouras e se aquecem numa frigideira com azeite, denominado por “roupa velha” ou “farrapo velho”. Também há quem coma cabrito ou peru assado. O vinho quente com açúcar/mel e canela é também costume nesta zona do país. Também são tradicionais os sonhos, as filhós, o arroz doce, os bolinhos de abóbora-menina e de chila e os mexidos (uma mistura de açúcar, pão e frutos secos fervida em água).


Na ceia de Trás-os-Montes e Alto Douro além do bacalhau salta o polvo para o prato, também cozido e acompanhado de batatas e couves. Em algumas casas também se come pescada ou congo frito. O almoço é também à base de “roupa velha” ou de carne assada, geralmente de cabrito, cordeiro, borrego ou de peru. Leite de creme, arroz-doce, rabanadas, filhós, sonhos, pão-de-ló, farófias e Bolo Rei são algumas das sobremesas tradicionais.


Também nas Beiras Interior e Litoral a ceia é o bacalhau cozido e o cabrito ou peru ganham destaque no almoço do dia seguinte. Quanto a sobremesas, na Beira Interior não podem faltar as tigeladas, as papas de carolo e as filhós. Já na Beira Litoral não há doces tradicionais de Natal propriamente ditos, mas a mesa fica farta com rabanadas, filhós e Bolo Rei. E na região de Aveiro comem-se os tradicionais ovos moles.


Também a ceia e o almoço em Lisboa e Vale do Tejo são bacalhau cozido e peru assado, respectivamente, embora devido aos fluxos migratórios encontremos outras opções. Nesta zona as rabanadas passam a chamar-se de fatias douradas, e as azevias e as lampreias de ovos também ganham protagonismo.


Se for passar o Natal ao Alentejo, o bacalhau da ceia também poderá ser no forno e no dia 25 é provável que almoce galo. Há, no entanto, quem opte pelo cabrito assado. Filhós, leite de creme, coscorões, azevias de grão, nogado e encharcadas são os doces típicos desta altura na zona.

Mais abaixo, no Algarve, além do bacalhau cozido também se serve galo de cabidela na ceia. E na entrada não podem faltar amêijoas e berbigões. No dia seguinte, comem-se os restos do dia anterior e, a par disto, assam-se carnes de borrego ou peru. Em algumas zonas, também se come leitão. A tarte de amêndoa, as empanadilhas, as encharcadas e o Morgado de Amêndoa fazem as delícias dos mais gulosos.

Nos Açores há uma grande diversidade, ou não fossem 9 ilhas distintas. Na ceia come-se bacalhau cozido, canja de galinha com arroz ou consomê de galinha (um caldo de frango com legumes). Há quem coma torresmos com inhames e morcela com batata doce – estes dois últimos pratos são tradicionais na ilha de São Jorge. No almoço de dia 25 os pratos vão desde perú e frango assados no forno com recheio de pão e miúdos (Terceira, Flores e São Miguel), ao frango com debulho e borrego assado (São Jorge), passando por cozido (Graciosa), polvo assado ou guisado (Terceira, Graciosa e Santa Maria), molha de carne com inhames e sopas de pão de trigo (Pico), lulas à moda das Ribeiras e ainda há espaço para a “roupa velha”. Para sobremesa, serve-se o Bolo de Natal (feito com frutas cristalizadas), o arroz doce, as queijadas e os pastéis de arroz (Graciosa), entre outros.

Por sua vez, os madeirenses comem algo mais leve na Ceia de Natal por causa da Missa do Galo, optando por canja de galinha feita com arroz ou sandes de Carne Vinha e Alhos. A Carne Vinha e Alhos salta também para o almoço do dia seguinte, mas sem ser no pão. Há também quem prefira leitão assado ou bacalhau cozido. O Bolo de Mel é, sem dúvida, o rei das sobremesas neste arquipélago.


#meetyourhome #dicasdameet #dicas #lifestyle #tendencias #food #natal #ceiadenatal

0 visualização
  • MEETLO-02
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Pinterest

© 2019 by MEET your home

AMI: 14235 • Praceta Comércio, Lj 5, Esc 1D • 2610-074 Alfragide • (+351) 213 630 032